Por que as startups mexem com a cabeça (e o coração) dos investidores?

Nunca se viu um processo tão intenso de investimentos, fusões e aquisições quanto nos últimos dois anos - muitos envolvendo startups - e não há indícios de que vá diminuir em curto ou médio prazo. É preciso conhecer os fatores, bem como riscos e limitações, que estão por trás dessa movimentação por Sergio Lozinsky O aporte em  startups somou um recorde global de US$ 156 bilhões no segundo trimestre, sustentado por fortes investimentos em empresas nos Estados Unidos, mostrou um estudo da CB Insights divulgado em julho. Trata-se de uma recuperação impressionante - o investimento privado cresceu 157% em relação ao mesmo período do ano passado, quando a pandemia da Covid-19 começou a devast...