A omnicanalidade está consolidada no varejo. Está mesmo?

A experiência do cliente não deixa mentir: muitos varejistas ainda criam jornadas baseadas não na necessidade do consumidor, mas nas prioridades da gestão. O que falta, então, para um varejo realmente omnichannel?